EDP Vilar de Mouros 2019

KILLING JOKE


22/08/2019

Killing Joke

Não é à toa que esta é a banda cujo clássico tema “Eighties” pode ter inspirado “Come As You Are” dos Nirvana. Nome central da cena pós-punk britânica, os Killing Joke de Jaz Coleman e Youth (que viria a ter notável carreira como produtor, tendo trabalhado com bandas como os U2, e alinhado, com Paul McCartney, no projeto The Fireman), são bastantes vezes apontados como decisivas influências de bandas como Marilyn Manson ou até Metallica, sinal claro do pioneirismo que assumiram desde o início.

 

Os Killing Joke nasceram em 1978, em plena era do punk, mas desde o início adotaram uma atitude desafiante e experimental. Quando se estrearam, em 1980, com um álbum homónimo, os Killing Joke tinham já um som distinto. Youth acabaria por abandonar a banda um par de anos mais tarde, mas Coleman manteve a banda em pleno funcionamento e o notável baixista haveria regressado ao seio do grupo, em 2008, data em que a formação original se voltou a reunir, tendo-se mantido ativa até ao presente.

 

Pylon, o mais recente álbum, data de 2015 e conta com Coleman, Youth e ainda Geordie Walker e Big Paul Ferguson na formação. A All Music atestava que era admirável como, três décadas e meia após o primeiro trabalho, o grupo mantinha a aura pesada e agressiva que sempre tinha caracterizado o seu som, pulsante e musculado, denso e negro. É essa a fórmula que o quarteto de culto trará a Vilar de Mouros, naquele que será o seu há muito ansiado regresso ao nosso país.